Inicio Pense Magro Quem Escreve Livros Pesagens

Minha história... do início até aqui!!!!

Olá pessoas, td bem?
Como algumas meninas estão me perguntado o "segredo" do meu emagrecimento, resolvi antes falar um pouco de mim pois tenho visto muitas meninas novas passando por aqui, meninas que não me acompanham há muito tempo, que não conhecem a minha história, então senta que lá vem história...

Vou tentar ser rápida mas já antecipo que a síntese nunca foi a minha qualidade haha.
- Bom... tenho 37 anos, 1,56 m. Fui magra até os 21 anos, para ter ideia de como eu era magra que até os 18 anos eu dancei ballet clássico, fui quase profissional. Era magérrima. 
Com 21 anos eu comecei a engordar e cheguei a "bagatela" de 60 kg (hoje esta é a minha meta). Resolvi ir num endocrinologista que me pediu alguns exames, entre eles o T4 e TSH... resultado??? Pimba!!! herdei o hipotireoidismo da minha mãe e há muito tempo eu estava com a disfunção e não sabia (há pelo menos 3 anos). Neste exame meu TSH deu acima de 1000 (valor absurdamente alto, o normal é até 5)
Nesta época eu era recém casada, recém tinha mudado de cidade. Fui da minha terrinha querida, cercada de amigos e família, para uma cidade desconhecida, cheia de gente desconhecida e fria que é o cão. Resultado??? vamos comerrrrrrrr. Afinal com 60 kg eu estava acima do peso que eu costumava ter mas ainda era relativamente magra. Fui dos 60 para os 72 foi num pulo só. Nem percebi que engordei. Só sei pq lembro que no ano 2000 (já morando de volta na minha cidade) eu entrei no vigilantes do peso com 72 kg. Foi ótimo, emagreci bem, com saúde e cheguei aos sonhados 55 kg. Mas foi só eu chegar na minha meta que eu tive que mudar de cidade novamente... então larga emprego novamente, muda novamente. Mas desta vez eu gostei, fui morar em BH, cidade que eu amoooo e morro de saudade. O problema é que lá eu SÓ trabalhava e comia. Trabalhava junto com marido, trabalhávamos muuuuito, chegávamos em casa super tarde, mortos de fome então eu nem cozinhava, parava no supermercado Verde Mar (lembro até hoje do nome do supermercado hahaha) que tem uma panificadora MARAVILHOOOOOOSA (pelo menos tinha naquela época) e comprava baguetes recheadas, eclair de doce de leite, salgados, doces.... afffff. Dos 55 voltei para os 72 e sendo sincera, nem sei se passei disto pq chegou uma hora que parei de pesar, obvio (na época eu não tinha balança em casa). Depois de 2 anos e 3 meses em BH voltamos pra terrinha amada. Voltei a trabalhar na empresa que eu trabalhava antes de ir para BH e agora tinha uniforme para usar... affff, gorda como estava como iria usar uniformes justinhos??? Encomendei todos os uniformes menores do que o meu tamanho, fui no médico e comecei uma "dieta" a base de anfepramona, fluoxetina e outras coisas mais que eu nem lembro agora. Ameeeeeei (apesar que eu vivia doidaça hahaha). Qdo os uniformes chegaram eu já estava com o peso desejado e parei com os medicamentos.... Nem preciso dizer o resultado né??? comecei a engordar, os uniformes começaram a apertar e qdo eu cheguei novamente aos 72 kg (este 72 me perseguia hahaha) eu engravidei. Por sorte eu tive diabetes gestacional... digo sorte pq se não tivesse tido DG eu teria engordado uns 20 kg mas com a diabetes eu tive que controlar a alimentação (com a nutricionista da maternidade) e isto fez com que eu engordasse apenas 8 kg e pouco... passei pouca coisa dos 80 kg e logo, muito rápido voltei para os 72 kg. Qdo minha filha estava com 1 ano e 8 meses mudamos novamente, desta vez de país... aí a coisa degringolou de vez pq além de todas as dificuldades ainda existia a dificuldade do idioma o que fazia com que eu, uma pessoa faladeira demais, tivesse que se calar. Estava com 72 kg qdo mudei... em 1 anos que fiquei fora eu cheguei aos 82,4 kg, emagreci 12 kg com a dieta dos pontos (no período de 3 meses) engordei 2 novamente e voltei para o Brasil. Voltei para o Brasil com 72 kg novamente. Em poucos meses eu já estava novamente com 82 kg... abri o blog (o antigo) em janeiro de 2010... ía na nutricionista (a mesma que vou até hoje, amoooo e não lardo dela), fazia musculação, emagrecia mas era ter um evento qualquer, uma viagem, uma festa que a Roberta começava tudo de novo a engordar. Até que em maio de 2011 a minha nutricionista sugeriu que eu procurasse ajuda psicológica pq o meu problema era Compulsão Alimentar. Minha nutri foi a primeira a falar disto para mim. Fui numa psicóloga e ela tbem me diagnosticou com CA... Estava fazendo terapia, cheguei aos 73 kg (o que foi uma vitória sem tamanho) mas acabei parando a terapia por conta das despesas. Em julho de 2011 eu parei tbem de ir na nutri pq tive que passar uns meses na casa da minha sogra (eu havia comprado uma casa, vendi o apartamento, tive que entregar o apto mas a casa não estava pronta, fomos para a casa da sogra e o que era para durar 3 meses durou 8 meses e meio) Neste período de 8 meses e meio na casa da sogra eu engordei 13 kg... fui dos 73 aos 86,9 kg (maior peso da vida). Mas não pensem que engordei pq a comida era boa, pq a sogra oferecia... não!!! pelo contrário... Minha sogra preparava o jantar e nem perguntava se eu queria, chamava meu marido e sentava, reclamava de tudo que eu fazia mas não reclamava para mim, ela dava indiretas. Eu nunca me dei muito bem com ela então começou a ficar uma situação insustentável. Olha, posso dizer que isto foi a maior prova de amor que dei para o meu marido, outra no meu lugar teria pego as coisinhas e teria ido para casa da mãe. Mas não posso reclamar do meu marido, ele sempre me apoiou, várias vezes me perguntou se eu queria que fôssemos embora, sugeriu de ir para casa dos meus pais mas eu contornei a situação para não dar briga em família. Lá eu vivi o auge da compulsão alimentar, fiz coisas que nem imaginei que pudesse um dia fazer como por exemplo, esconder comida (leia-se porcarias) no guarda roupas, chegar em casa com comida escondida na bolsa para levar para o quarto. Passei um cortado lá. Em janeiro deste ano eu estava assistindo um programa sobre obesidade na Record e falava da CA e naquele momento parecia que eles estavam falando de mim, tudo aquilo eu sentia, passava por tudo que eles estavam falando, cada sentimento... tudo. Aí começou a virada da Roberta  Primeiro passo foi aceitar a minha situação de Compulsiva Alimentar (CA) já antes diagnosticadas por 3 profissionais da saúde. Das outras vezes eu simplesmente achava que eu tinha mente gorda mas na real mente gorda é uma coisa, CA é outra totalmente diferente. Aceitando a minha condição de CA foi a hora de procurar ajuda. Tive a sorte de encontrar de primeira uma profissional maravilhosa, minha psiquiatra. Na primeira consulta com ela que foi em fevereiro de 2012 ela me perguntou: Vc está realmente decidida a tratar da compulsão alimentar??? e eu respondi que sim e na hora ela me disse: Então vc vai ter que voltar imediatamente para sua nutricionista, começar a fazer AF e se comprometer comigo uma vez por mês em vir aqui. Claro que topei na hora, na saída da consulta ainda no corredor do prédio já passei a mão no celular e liguei para a minha nutri para marcar a consulta, depois passei na farmácia e comprei o medicamento que a psiquiatra receitou (pronto, agora vai começar a polêmica pq os invejosos de plantão vão dizer que eu emagreci e continuo emagrecendo com remédios. NÃO!!! o remédio não é para emagrecer, o remédio é para compulsão, anti depressivo. O mesmo remédio usado para parar de fumar, de beber. Quem tiver dúvida pode consultar a bula AQUI.)
Comecei a dieta da nutri em pleno carnaval e de lá pra cá não teve uma única consulta (que é quinzenal) que eu não tenha emagrecido. 
Aí vão me dizer "Ahhhh Roberta, mas com remédio é fácil". 
Não é fácil não, não pensem que está sendo fácil para mim, está sendo muito difícil. Eu tenho que lutar muito contra a minha vontade. Ontem por exemplo, estava doida por um chocolate mas lutei contra minha vontade a tarde toda. O que o medicamento faz é com que eu não sinta "fissura" (agora quem sofre de CA vai me entender realmente) mas vontade eu continuo sentindo igual a sempre. 
Continuando... assim que cheguei em casa eu peguei todos os livros que eu tinha de emagrecimento, escolhi um e comecei a ler e desde fevereiro que eu leio todo santo dia um pouco sobre emagrecimento. Não devoro um livro em 2 dias, leio apenas 2 ou 3 páginas por dia para manter o foco. Foco todos os dias, para não esquecer dos benefícios de emagrecer, foco para não esquecer que eu posso e devo dizer não, foco para me lembrar que eu tenho que resistir. Foco foco foco. Acho que de todas as atitudes, ler estes livros foi o que mais me ajudou e continua ajudando. Eu fiquei tão focada (esta era a intenção, né?) que finalmente o que antes era muito sacrificante para mim hoje já se tornou hábito. Hoje eu não como mais em pé como eu comia, beliscando as coisas enquanto cozinhava. Hoje eu não como em pé na porta da geladeira (abria a geladeira e comia até carne gelada em pé na porta), hoje eu como devagar, com calma... hoje eu não consigo conceber uma pessoa comer uma barra de chocolate numa sentada só, hoje eu me satisfaço com 2 quadrados de chocolate apenas, hoje eu não me imagino mais atracada num pacote de 200 gr de fandangos (o que antes era a maior tentação para mim)... mas tudo isto pq eu mudei os meus hábitos. É o que falam no programa Fantástico sobre o "Medida Certa"... eu reprogramei a mente. Aquilo que antes era hábito para mim deixou de ser e agora eu tenho novos hábitos, mais saudáveis...
Ahhh, e estou desde final de julho engrenada na AF... natação 3 vezes por semana e caminhadas pelo menos 2 vezes na semana... 
A minha maior vitória é saber que hoje eu não penso em comida 24 horas por dia como eu pensava antes, hoje eu estou tendo finalmente uma relação saudável com a comida. 
O meu tratamento com a psiquiatra ainda é longo, acho que pelo menos mais 1 ano. 
Isto tudo está fazendo com que melhore tudo... hoje sou mais tranquila, menos estressada, o clima em casa está mais calmo, não brigo tanto com a filha, não sou mais a rabugenta da casa, meu humor melhorou... posso dizer que estou muito mais leve, não só de peso mas principalmente... de espírito. 

Bom, basicamente é isto que está me fazendo emagrecer... AF + RA + Cuidar da mente.
Espero que tenham chegado até aqui, escrevi este post com muito carinho para vcs. Se quiserem me perguntar alguma coisa, qualquer coisa, estejam a vontade que irei responder.

Beijos

29 comentários:

Rubia Leone disse...

Oi Roberta!

Sei muito bem como se sente.. eu tive CA tb! E atualmente também estou tratando com remédio para drepessão, e sou outra pessoa!

Mais feliz, menos mau-humorada/rabugenta, menos briguenta.. Acho que CA no fundo tem a ver com depressão mesmo.. Minha neuro diz que é falta de serotonina.. e que o remédio ajuda nesse sentido..

Boa sorte na nossa caminhada, que será eterna :)

Amélia Calórica disse...

Fico tão feliz em ler o teu post e saber que vc encontrou o caminho, procurou ajuda e isso Rô é só para guerreiras como vc... Parabéns e manda as invejosas de plantão para bem longe porque bem sei o que é isso eu recebi 4 comentários que não publiquei sobre o tal diurético , poxa é para ajudar na TPM eu fui no médico e tal...mas vc fez a coisa certa parabéns , Rô o meu caso já é bem contrário eu fico horas sem comer e quando vou comer como pouco por medo de engordar acredita, tb vou procurar ajuda quando estiver com meu plano...Coloca fotos do corpo igual vc fez com aquele vestido clarinho que tem no teu histórico para um antes e depois faz um durante ...bjs bjs bjs Segue firme

SALETE disse...

Acho que todas nos que lutamos contra a balança temos CA pq pessoas que come normalmente sem compulsão não pode ter tantas dificuldades para emagrecer então amiga estamos na luta bjso

casal emagrecendo disse...

oi também sou CA mas a medicação não me ajudou ou melhor eu não estava focada
no momento estou começando denovo eu venho aki a muito tempo desde o outro blog e fico mega feliz de ter ver emagrecendo me dá esperança de conseguir também
bjus e esquece os que falam mal afinal cada um sabe onde seu sapato aperta

Sandra Ferreira disse...

Oi Roberta, olha tomar remédio para ajudar no controle da CA ñ tira o seu mérito de emagrecer ñ vc é uma guerreira, e nada muda isso, bjos e tudo de bom pra ti :)

Bethynha disse...

Queria xará..eu li até o fim sim. Até pq queria saber como começou tuas compulsões..até hj eu não sei exatamente qndo começaram as minhas..mas eu to super feliz por vc que as coisas estao boas ali na sua casa. Além do mais vc ja esta na casa dos 60 ne..vc pretende chegar nos 60 redondos? Espero que vc nunca mais veja os 72 na sua vida hehe..eu to com a praga dos 63 agora..nao saio mais dele..mas vamo que vamos que o barco nao para
bjao

Yarinha disse...

Li tudinhooo.. rs
Uma historia cheia de altos e baixos.. e que no "fim" vc decidiu pelos altos e nao pelos baixos.. procurou os profissionais de saude.. esta se cuidandoo pra melhorar cada dia mais!
Eh preciso muita forca de vontade para lutar contra um problema de saude assim.. e vc esta conseguindo.. esta tendo muito sucesso! Parabens!!^^

Eh bom ver historias de pessoas que estao vencendo =)

Beijinhos

http://yarinhafernandes.blogspot.com.br

*Lela* disse...

Querida, meus parabéns, adoro ler histórias de vencedoras...ainda hoje me inspiram e muita coisa!


Tem sorteio no Blog "Pequeno Falcão Light" neste mês de outubro; Um conjunto de Bijoux muito lindo!

fica o convite!

http://pequenofalcao.blogspot.com.br/

Aline disse...

muito feliz por vc
vc merece
bjkas♥♥

Amélia Calórica disse...

Te enchi o saco num foi...kkkkkkkkkkkkk Esquece a foto tá já fiquei muito feliz em ver seu pesinho na balança ...kkkkkkkk
Mas é sério estou muito feliz por ti porque sei da luta que é vencer a balança tendo hipotiroidismo e tudo o que acompanha. Por isso tenho o maior prazer de ler e reler tudo... um grande abraço e obrigada pelo carinho...bjs Dani

gigipiovesan disse...

http://gigipiovesan.blogspot.com.br/ adorooo seu blog, se der visitem o meu... Em busca de 68 Kgs, Parabens e vamo q vamo....

Lu Fernandes disse...

Ler seu post de hoje me fez chorar... Conhecemos um pouquinho das pessoas, achamos que sabemos o suficiente, mas não é por aí, só conhecendo intimamente é que podemos mensurar o tamanho da dor de cada um, aquela dor que se carrega na alma, que se quer deixar pra trás que não se consegue. Você é guerreira e nem preciso ficar repetindo o tamanho da minha admiração por você!! Quanto ao meu livro, estará a venda no site, mas se você quiser que eu mande autografado, depois do lançamento me avisa!!! bjosss e obrigada pelo carinho de sempre!!

Ana C. disse...

Nossa Roberta, sem palavras, me emocionei muito com a sua história, me tocou muito mesmo talvez pelo fato de eu ter feito parte de uma Cia de dança e o sonho de algum dia voltar a calçar as sapatilhas ser o meu maior impulso hoje em dia pro emagrecimento.
A ultima vez em que eu pisei em um palco foi em dezembro de 2010 e se Deus permitir ano que vem eu tenho o prazer de tatear o linóleo mais uma vez.
Parabéns pela mudança de vida, pela força de vontade e principalmente pela coragem de procurar ajuda médica.
Beijo enorme

Cíntia disse...

Olá querida, adorei a sua história de vida! Realmente, é muito difícil lidar com a CA.

Parabéns pelo exemplo de vida e superação!

Beijos!

mikaella disse...

Oi Roberta
Que post ótimo ,muitas coisas que ainda não sabia da sua história ,vc teve é muita força de vontade,emagreceu muito neste ano e fico feliz por vc estar no caminho certo,com certeza só virão mais e mais beneficios !
Sem contar a sua saúde,que ganhou muito com estas mudanças de atitude !
Força sempre e continue assim,adorei o post.
Bjoss

Fernanda Soares disse...

Eu cheguei até o fim! Parabéns! Que história maravilhosa! Vc é uma vitoriosa! Eu sou e moro em BH, e o supermercado Verde Mar é aqui na esquina de casa kkkkkkk no bairro Santo Antonio. É uma tentação, a panificadora continua aqui firmona, e cada dia mais tentadora! Agora eles tbm fazem sushi na hora... Ó Deus da tentação, socorro! rsrsrs... Mas agora tem tbm um Sacolão Verde Mar, é maravilhosooooo e tem muitas frutas inusitadas e coisas lights que nem sonhamos que existe, só tem no Verde Mar! rsrsrs...
Beijos saudosos de uma belo horizontina!

BRECHÓ DO SUL . PODE SER !!! disse...

OI TUDO BEM !!
OI ADOREI SEU BLOG JÁ ESTOU SEGUINDO PODERIA POR GENTILEZA SEGUIR O MEU TAMBÉM , E CLICAR NO G+ . MEU BLOG É :- http://brechodosul.blogspot.com.br , VAI DAR UMA OLHADINHA SERÁ UM PRAZER EM RECEBER

OBRIGADA AGUARDO SUA GENTILEZA

MARCIA REGINA - DESCULPE-ME A LETRA GRANDE MAS SOU DEFICIENTE ESPECIAL

Ju disse...

Oi Roberta! Muito legal a sua história. E acho que o mais importante é que você tem consciência de todos os seus momentos de fraqueza e de força. Isso é o que mais ajuda, né?! E acho que é mérito da terapia!

Parabéns!!! :-)

Ps: Eu mudei pra BH há pouco mais de um ano e ODEIO essa cidade. Me ensina a gostar, por favor?!!?!? hehehe

Beijinhos

Daniela disse...

Rô querida, estamos à tanto tempo "juntas" e é bom demais saber da sua história de superação.
Fico muito feliz por vc... De ter retomado o foco e está cuidando de vc como nunca.
Preciso encontrar o equilíbrio tbm, e como vc disse demora, mas eu chego lá!!!
Espero que vc chegue no seu objetivo logo logo!

Beijos e fica com Deussss

VanessaFap disse...

Bacana saber tudo isso e parabéns pelo seu esforço pois remédio só não resolveria mesmo. o que vale mesmo é a nossa mudança interior, isso é o que eu tenho feito também, mesmo com algumas derrapadas também aprendi a me controlar e não comer mais uma barra de chocolate de uma vez! Bjs

RAFAELA O. SAHIB disse...

Simplesmente amei a sua historia de vida. Amiga continua firme, vc é guerreira. bjs e otimo fim de semana.

Pérolla Yara disse...

Oi lindona!
Primeiro parabéns pela coragem de expor sua história, com acertos, erros, fraquezas e vitórias.
E obrigada por fazer isso e ser exemplo pra muita gente, como eu. Tb tenho problemas com compulsão e estou usando fluoxetina, comecei essa semana, há três dias e já estou me sentindo mais tranquila, sem aquela ansiedade pela comida.
Continue firme na luta e lembre-se que é vencedora!
Fique com Deus!
beijos

Carla Renata (A Teimosa) disse...

ai lindeza como te entendo.. tbem tomei Bup.. ke é o mesmo sal do seu medicamento, mas me causava muita alteração no humor (leia-se insuportável) e parei por conta propria.. mas é triste qdo a compulsão vem.. a gente não escolhe comida.. come o ke vem.. comida gelada, quente, velha, qquer coisa.. mas enfim.. espero que essas crises nunca mais voltem.. bjokas e sucesso sempre

Elis disse...

Oi minha linda,

que bacana te conhecer melhor! O teu processo com a RA não foi nada fácil hein...que história! É incrível como as mudanças mexem conosco, agora considero mais ainda você uma vitoriosa!

Um lindo sábado pra vc!
abraços

Vania Oliveira disse...

Q depoimento lindooo!!!!
Vc deve mesmo se orgulhar, pois é uma vitoriosa....e a gente sabe q a luta é eterna néh?!!
Parabéns!!
bjus

Diva Quelzita disse...

Uau. Oi, me identifiquei do início ao fim.
Muitas vezes eu também escondi comida para as pessoas não saberem o que, ou quanto eu estou comendo. Eu sou viciada em comida desde pequena.

O comer compulsivo moldou toda a minha vida, e me levou a 117kgs na adolescência. Falar abertamente sobre isso hoje, e me aceitar, é uma bênção sem tamanho. Que bom encontrar pessoas como eu que entendem que não é apenas por "falta de vergonha na cara" que não emagrecemos.

Obrigada pela partilha.
Estamos juntas!

Estrela disse...

Nossa Rô que post lindo!
Fiquei refletindo sobre minha vida enquanto lia seu relato...
Você realmente é guerreira e um exemplo para mim.
Obrigada por partilhar sua vida conosco.
Beijo.

Geani Café disse...

Oi Roberta,que lindo seu relato.Também estou em luta com a balança,sempre pesei 50 kg,mas engravidei a primeira vez e tive um aborto tive que tomar varios medicamentose descontava toda a frustração na comida,chorava e comia,depois engravidei novamente e tive outro aborto e comi,comi e comi,mas essa semana resolvi que vou pesar novamente 50kg,também tenho 1,56 Metros,olha só tenho umma coisa a acrescentar sogra não ajuda em nada,acredita que eu sofrendo com meus abortos a minha me chama de dondoca e fala que fico comendo,sogra deveria mudar o nome para SOBRA ta sobrando aja paciência.Bom encontrei sua história no blog da Gê Simões.Esta sendo um incentivo e tanto,vc recomendaria psiquiatra para mim ou psicologa sei lá? Bjos!

Jack disse...

Essa luta contra a balança é terrivel sei bem o q é isso..
bjuss e me favorita